Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

quarta-feira , 10 agosto 2022
Home / Últimas Notícias / Assalto em Araçatuba: PF prende novos suspeitos de participação em ataque a bancos

Powered by free wordpress themes

Assalto em Araçatuba: PF prende novos suspeitos de participação em ataque a bancos

A Polícia Federal cumpriu novos mandados de prisão e de busca e apreensão nesta quarta-feira (16), durante uma nova fase da operação que investiga o mega-assalto a agências bancárias de Araçatuba (SP), registrado em agosto de 2021.

Segundo a Polícia Federal, com o apoio do Baep, foram cumpridos um mandado de prisão temporária em Guararapes (SP), além de outros quatro mandados de busca e apreensão e dois de identificação criminal.

Na terça-feira (15), também foram cumpridos outros dois mandados de busca, sendo um em Osasco (SP) e outro no Guarujá (SP), quando também foi cumprido mais um mandado de prisão temporária contra um dos principais executores do crime, ainda segundo a polícia.

Todos os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Araçatuba. De acordo com a PF, 35 pessoas foram presas e 80 mandados de busca e apreensão foram cumpridos desde que o ataque ocorreu.

Em uma coletiva de imprensa realizada em dezembro, Cristiano Pádua, delegado da PF que coordena a investigação do caso, afirmou que parte da quadrilha está desarticulada.

“Considerando os resultados e o número de prisões, pode-se dizer que grande parte está desarticulada. Inclusive, alguns que sabem que vão ser identificados, serão presos e estão tentando fugir. Mas vamos conseguir alcançar todos eles”, disse.

Terror em Araçatuba

Criminosos fortemente armados atacaram três agências bancárias no Centro de Araçatuba, no início da madrugada do dia 30 de agosto. A ação durou duas horas, entre ataque às agências, tiroteio e fuga.

A quadrilha rendeu moradores e os usou como escudo humano. Imagens feitas por câmeras de segurança mostram alguns moradores andando pelas ruas sob a mira das armas dos criminosos e outros sobre os carros durante a fuga. Dois moradores morreram durante a ação criminosa, além de um criminoso.

Outra cinco pessoas ficaram feridas, entre elas um jovem que teve os pés amputados após ser atingido por um explosivo deixado nas ruas pela quadrilha. O grupo criminoso espalhou quase 100 bombas que eram acionadas por sensor e celular.

Fonte: G1

Sobre Gazeta

Além disso, verifique

Motorista acusado de atropelar 17 pessoas na frente de bar é condenado a 10 anos de prisão

O mecânico Paulo Alves da Silva, acusado de usar uma caminhonete para atropelar 17 pessoas que …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco + 11 =