Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

terça-feira , 3 agosto 2021
Home / Destaque / Prefeito João Dado envia projeto de lei que cria Centro de Proteção da Vida Animal

Powered by free wordpress themes

Prefeito João Dado envia projeto de lei que cria Centro de Proteção da Vida Animal

Votuporanga – No Plano de Governo do prefeito João Dado estão previstas diversas ações voltadas à proteção dos animais. A causa tem grande apoio no município e agora chega num importante momento.

Nesta quarta-feira (10/5) foi protocolado na Câmara de Vereadores o projeto de lei complementar assinado pelo prefeito que dispõe sobre a criação do Centro de Proteção da Vida Animal – CPVA, do Recanto dos Focinhos, do Conselho Municipal de Proteção, Defesa e Bem-Estar Animal – COMPROA, do Fundo Municipal de Bem-Estar Animal– FUMBEA e do Sistema Integrado de Controle Animal – SICA.

Para a assinatura do projeto, o prefeito convidou de maneira especial no seu gabinete na tarde desta terça-feira (9/5) o vereador Chandelly e a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Mônica Pesciotto de Carvalho, que desde o início da campanha de Dado defendem ações nesse sentido. O anteprojeto a partir do qual construiu-se o atual projeto de lei complementar, é de autoria da especialista na área de proteção da vida animal, Neide Romani Covre.

Mônica destaca que as ONGs de Votuporanga voltadas à proteção aos animais são as grandes parceiras desses projetos e fundamentais na execução e manutenção delas.

Em sua mensagem sobre o projeto, o prefeito diz: “Com essa iniciativa o município de Votuporanga passará a ser exemplo de cuidados e proteção para com os animais de estimação, protegendo-os da ação predatória praticada por maus exemplos de tutores ou responsáveis, ao mesmo tempo em que através de ações articuladas do Fundo Social com órgãos da Secretaria Municipal da Saúde, e parcerias com organizações da sociedade civil e voluntários,  desenvolverá ações para que exemplos dignificantes de tutores e responsáveis tenham o apoio necessário do Poder Público para mantê-los em boas condições de saúde e criação”. 

O prefeito conta acreditar que a iniciativa do município pode chegar a servir de exemplo para todo o Brasil. “Não conheço nenhuma cidade que tenha implantado uma política tão completa à causa animal. Além de tudo, a atenção à vida animal é questão de saúde pública e merece investimentos e suporte do governo. Esperamos, com essas ações, acabar gradativamente com as superpopulações, o abandono, os maus-tratos e todo tipo de crueldade praticada contra os animais, fomentando, ao mesmo tempo, o respeito à vida animal, a guarda responsável e a educação humanitária em bem-estar animal”, destacou. 

Centro de Proteção da Vida Animal – CPVA

O projeto propõe que o Centro de Proteção da Vida Animal – CPVA esteja vinculado à estrutura administrativa do Fundo Social de Solidariedade do Município “Prof.ª Maria Muro Pozzobon”, presidido pela primeira-dama Mônica Pesciotto de Carvalho em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde e as ONGs.

Terá como objetivo a garantia do bem-estar animal; o combate, a fiscalização e punição de atos de crueldade, maus-tratos e abandono; a educação humanitária em bem-estar animal; as demais ações de proteção à vida e aos direitos dos animais. No âmbito da Secretaria Municipal da Saúde estarão: o controle das populações de animais, mediante castração ou meios anticonceptivos; a prevenção e o controle das Zoonoses; o atendimento e intervenção médico-veterinário e as demais ações na área da assistência à saúde animal.

Será criado o cargo de Diretor de Divisão que ficará responsável pelo Centro.

Atualmente, a Secretaria Municipal de Saúde conta com dois veterinários em seu quadro de funcionários. No início de abril um novo veterinário foi convocado, aprovado em concurso realizado em 2014. A Prefeitura aguarda o retorno do profissional.

Projeto “Recanto dos Focinhos”

O “Recanto dos Focinhos” é a denominação do local que será destinado pelo Centro de Proteção da Vida Animal – CPVA, para acolhimento dos animais vítimas de crueldades e maus-tratos até a sua adoção. O espaço já está sendo estruturado para começar a atender em breve na zona rural.

Existe ainda a previsão de um Disque Denúncia para comunicação imediata de atos de crueldade, maus-tratos e outras ocorrências e necessidades no âmbito da causa animal.

Campanhas de adoção dos animais abandonados e vítimas de maus-tratos serão promovidas quando eles estiverem em condição apta a ir para um novo lar.

Fundo Municipal de Bem-Estar Animal

O Fundo Municipal de Bem-Estar Animal (Fumbea) será o órgão mantenedor responsável pelas ações destinadas à manutenção de local do “Recanto dos Focinhos”, controle populacional, coibição de maus-tratos e abandono, educação em bem-estar animal, prevenção de zoonoses e demais agravos e ações de proteção à vida animal; sem prejuízo da utilização de recursos orçamentários da Secretaria Municipal da Saúde naquilo que estiver obrigada a atender nos termos desta lei complementar e demais legislações aplicáveis.

Constituirão recursos do Fundo dotações orçamentárias a ele especificamente destinadas; créditos adicionais suplementares; doações de pessoas físicas e ou jurídicas; doações de entidades nacionais e internacionais; transferências ou repasses financeiros oriundos de convênios celebrados com os governos estadual; recursos de emendas, entre outros.

Conselho Municipal de Proteção, Defesa e Bem-Estar Animal – COMPROA

O Conselho Municipal de Proteção, Defesa e Bem-Estar Animal (Comproa) terá a função de fornecer suporte opinativo e consultivo às ações relacionadas à política do município de proteção, defesa e bem-estar animal, cabendo-lhe colaborar na expansão e aprimoramento contínuos da proteção à vida animal e ao bem-estar animal e seu espaço ambiental. Será presidido pela Presidente do Fundo Social e terá representação da Secretaria Municipal da Saúde, da Secretaria Municipal da Educação, de organizações da sociedade civil e de protetores independentes, localizados ou residentes em Votuporanga.

Censo Animal

O projeto de lei prevê ainda a realização de um Censo Animal Inicial em todos os imóveis para apurar a quantidade de cães e gatos, machos e fêmeas, castrados e não castrados e ainda coletar todas as informações sobre os animais e seus tutores ou responsáveis, necessárias ao planejamento de ações para o controle populacional e a proteção à vida animal.

Sistema Integrado de Controle Animal – SICA

 

A Prefeitura deverá dispor de um Sistema Integrado de Controle Animal- SICA, administrado pelo Centro de Proteção da Vida Animal – CPVA, para lançamento dos dados coletados no censo, bem como para o registro e controle das ações de proteção. O registro será coordenado pelo Centro de Proteção da Vida Animal – CPVA.

Sobre Gazeta Votuporanga

Além disso, verifique

Lidernet Provedor faz doação para Santa Casa

A Santa Casa de Votuporanga conta com um grande parceiro em Riolândia. Gilberto dos Santos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + dezesseis =