Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

terça-feira , 23 novembro 2021
Home / Últimas Notícias / Homem é preso no interior de SP após companheira ferida pedir socorro em hospital com ‘X’ escrito na mão

Powered by free wordpress themes

Homem é preso no interior de SP após companheira ferida pedir socorro em hospital com ‘X’ escrito na mão

Um servente de pedreiro foi preso por lesão corporal, violência doméstica e ameaça após a companheira pedir socorro com um “X” vermelho escrito na palma de uma das mãos. O caso aconteceu na última sexta-feira (19), em Estrela D’Oeste, interior de São Paulo.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima deu entrada na Santa Casa com diversas lesões no rosto e na cabeça. Enquanto recebia atendimento, a mulher não contou que tinha sido agredida, mas os médicos e enfermeiros viram o sinal e acionaram a Polícia Militar.

Quando os policiais chegaram à Santa Casa, a vítima relatou que tinha discutido com o companheiro e recebido um soco na boca e um chute na cabeça. Ela também afirmou que as agressões eram recorrentes e que nunca tinha tido coragem de denunciar o homem.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, o servente de pedreiro foi encontrado dentro do hospital, pois também recebia atendimento médico por conta de um problema intestinal. Ele negou que agrediu a companheira, mas foi levado para a delegacia.

Por conta dos relatos da vítima e dos ferimentos, o delegado deu voz de prisão ao homem e solicitou uma medida protetiva para a mulher. O servente de pedreiro teve a prisão em flagrante convertida para preventiva e foi levado para um presídio da região noroeste paulista.

Campanha “Sinal Vermelho”

A campanha para ajudar mulheres vítimas de violência doméstica foi lançada em junho de 2020, em parceria entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

Segundo o CNJ, a iniciativa é para ajudar mulheres em situação de violência a pedirem ajuda. Inicialmente, a campanha foi criada em parceria com farmácias do país. Porém, a campanha ganhou força em outros tipos de comércio e também nas redes sociais.

Conforme o Conselho, o protocolo é simples. A vítima deve fazer um “X” vermelho na palma da mão, que pode ser feito com caneta ou mesmo um batom. Com isso, a mulher sinaliza que está em situação de violência e recebe ajuda dos comerciantes, que devem acionar a polícia.

Fonte: G1

Sobre Gazeta Votuporanga

Além disso, verifique

Acidente com ambulância deixa um morto e cinco feridos em rodovia do interior de SP

Um acidente envolvendo uma ambulância de Guaraci (SP) deixou um morto e cinco feridos na …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 5 =