Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

terça-feira , 17 maio 2022
Home / Destaque / Santa Casa: Centro de Reabilitação vira estudo de caso

Powered by free wordpress themes

Santa Casa: Centro de Reabilitação vira estudo de caso

A Santa Casa de Votuporanga implantou há mais de um mês o Centro Tecnológico de Reabilitação (CTR). O serviço já fez história e se tornou estudo de caso durante um curso de Prescrição Clínica de Exercícios, ministrada pela professora e Doutora em Ciências da Saúde pelo programa de Pneumologia da USP (Universidade de São Paulo), Juliana Nascimento.

A fisioterapeuta Danieli Guilhem Torres se inscreveu na mentoria de Prescrição, após se tornar multiplicadora de Boas Práticas no serviço de fisioterapia da Instituição. Durante a qualificação, ela apresentou o caso do paciente João Sampaio, atendido no CTR, que despertou toda a atenção da palestrante.

A partir  da participação na mentoria da professora Juliana, a Instituição realizou mudanças nos protocolos assistenciais. “Promovemos uma resolutividade maior nas condutas propostas para o atendimento de cada paciente assistido pela nossa equipe”, contou a supervisora de Fisioterapia, Emília Rodrigues de Faria e Ferreira.

Emília ressaltou a importância de ter uma profissional com essa expertise avaliando o atendimento. “Juliana Nascimento é especialista em Fisioterapia Respiratória pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), docente de pós-graduação e 1° Tenente da Força Aérea Brasileira de São Paulo no Departamento de Ensino e Pesquisa, Comunicação Social e ambulatório de Reabilitação de Pós-COVID-19. Uma excelente profissional e que agregou muito com nossa Instituição”, complementou.

Um treinamento será realizado com todos os fisioterapeutas para aplicação deste curso. Para coroar tamanha experiência, Daniele participou da live de encerramento da capacitação, representando a Santa Casa.

A supervisora de Fisioterapia elencou os benefícios dessa mentoria. “Maior segurança da equipe nas condutas realizadas em nossos pacientes; escrita de Protocolos assistenciais atualizados e baseados em evidência científica, com maior resolutividade nas demandas assistenciais relacionadas à fisioterapia e, consequentemente, maior satisfação dos nossos clientes em relação ao nosso serviço. Além disso, apresentamos diminuição no tempo de internação e nossos assistidos com o maior nível de independência possível e maior qualidade de vida”, finalizou.

Fonte: Santa Casa de Votuporanga

Sobre Gazeta Votuporanga

Além disso, verifique

Prefeitura convoca mais de 330 novos servidores de concursos públicos

Desde quando o Brasil começou a viver a pandemia de Covid-19, a Lei Complementar Federal …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezessete − 3 =