Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

terça-feira , 17 maio 2022
Home / Últimas Notícias / Zoológico de Rio Preto comemora raro nascimento de antas gêmeas

Powered by free wordpress themes

Zoológico de Rio Preto comemora raro nascimento de antas gêmeas

O Zoológico Municipal de São José do Rio Preto (SP) comemora o nascimento raro de filhotes gêmeos bivitelinos de anta (Tapirus terrestris). Resultado de cruzamento e parto natural, o macho e a fêmea nasceram no último dia 22 de fevereiro.

De acordo com a prefeitura, a fêmea nasceu com 6,920 quilos e o macho com 4,445. Ambos estão bem de saúde, mamam e comem alguns alimentos mais palatáveis, como mamão, banana e melão.

Depois de desmamados, a expectativa é de que os animais sejam encaminhados para uma área de soltura na cidade de Descalvado (SP).

De acordo com técnicos do Zoológico de Rio Preto, o nascimento de gêmeos é um evento não muito comum entre as antas.

Com o nascimento da fêmea e do macho, agora são quatro filhotes de anta nascidos no Zoológico de Rio Preto em menos de dois anos.

Em agosto de 2019, nasceu uma fêmea e em dezembro de 2020, um macho. Os filhotes são resultado da cruza de um casal de antas, que vive no local. A gestação da espécie dura em média 13 a 14 meses.

Sobre a espécie

Animal símbolo do Zoológico de Rio Preto, a anta aparece na nova logomarca do Zoobotânico, por sua importância no meio ambiente: é uma grande dispersora de sementes, conhecida como jardineira da floresta.

A anta (Tapirus terrestris) é o maior mamífero herbívoro do Brasil e pertence à família tapiridae. O animal de grande porte pode medir até dois metros de comprimento e pesar até 250 quilos. Tem focinho alongado que lembra uma pequena tromba.

Assume coloração marrom-acinzentada com o crescimento, mas nasce com predomínio da cor marrom e listras e pintas claras. A face é mais clara, as pernas são curtas e negras. Alimenta-se de galhos, gramíneas, plantas aquáticas, cascas de árvores, folhas de palmeiras e também frutos.

Vive entre a vegetação da floresta e geralmente procura alimento em matas e pastos, ao anoitecer. A anta é excelente nadadora. Pode ser avistada atravessando lagos e rios. Costuma ainda banhar-se em poças e até se esconder.

A espécie ocorre na Venezuela, Colômbia, no Paraguai, Norte da Argentina, leste dos Andes e também no Brasil. É um animal ameaçado de extinção.

Fonte: G1

Sobre Gazeta Votuporanga

Além disso, verifique

Motorista acusado de atropelar 17 pessoas na frente de bar é condenado a 10 anos de prisão

O mecânico Paulo Alves da Silva, acusado de usar uma caminhonete para atropelar 17 pessoas que …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

18 − cinco =