Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

quinta-feira , 19 maio 2022
Home / Destaque / Prefeito cobra construtora para fim de vazamentos

Powered by free wordpress themes

Prefeito cobra construtora para fim de vazamentos

O prefeito Jorge Seba realizou uma reunião, nesta terça-feira (5/1), para cobrar uma solução definitiva para os vazamentos ocorridos no bairro Pacaembu. Participaram da reunião, o representante da Construtora Pacaembu, Gerente Regional de Obras Adilson Trabalon, e também o superintendente da Saev Ambiental, Antônio Alberto Casali, e o superintende-adjunto, Aldo Takao Okoti; as secretárias de Planejamento e Habitação, Tassia Gélio Coleta Nossa, e de Administração, Andréa Isabel Silva Thomé; e o Procurador Geral do Município, Glauton Oliveira Feltrin.

Em resposta, a Construtora Pacaembu informou que apresentará um cronograma de obras a serem executadas no próximo dia 21 de janeiro, e que será acompanhado pela autarquia. “Determinei o conserto de toda a rede que causa transtornos aos moradores daquela região. Eles se comprometeram a realizar a obra e vão nos entregar um cronograma para que a Saev Ambiental possa fiscalizar e cobrar”, explicou o prefeito.
Segundo o prefeito, a Saev Ambiental tem realizado os reparos no bairro, porém os custos do serviço são reembolsados pela empresa. “Pedimos também que estes serviços paliativos, até que a obra definitiva seja executada, sejam feitos diretamente pela Construtora Pacaembu, que é a responsável pelo empreendimento”, disse.
O prefeito afirmou que é preciso dar uma solução definitiva. “O que queremos é solução que elimine definitivamente esses transtornos ocasionados pelos vazamentos de água no bairro. A obra está no período de garantia e a responsabilidade de oferecer essa solução é da construtora, que se propôs a resolver. E vamos cobrar agilidade nessas obras”, finalizou.

Fonte: Votuporanga Tudo

Sobre Gazeta

Além disso, verifique

Prefeitura convoca mais de 330 novos servidores de concursos públicos

Desde quando o Brasil começou a viver a pandemia de Covid-19, a Lei Complementar Federal …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

catorze + catorze =