Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

quarta-feira , 18 maio 2022
Home / Destaque / Nível da Represa Municipal sobe, mas ainda segue abaixo do normal

Powered by free wordpress themes

Nível da Represa Municipal sobe, mas ainda segue abaixo do normal

Com a chuva registrada no último fim de semana, com mais de 55 mm de precipitação, o nível da Represa Municipal de Votuporanga “Prefeito Luiz De Haro” subiu novamente e, nesta segunda-feira (26/10), encontra-se a 1 metro abaixo do normal. No entanto, a Superintendência de Água, Esgotos e Meio Ambiente de Votuporanga, a Saev Ambiental, reforça a necessidade da consciência de cada cidadão para continuar utilizando água de forma racional, sem desperdícios, somente para suprir necessidades essenciais.

A Represa Municipal abastece 25% do consumo total da cidade e teve seu índice mais crítico registrado neste ano, desde que as obras da Represa de Captação do Córrego Marinheirinho foram concluídas, em 1974.

Os motivos foram a estiagem e o alto consumo de água. Estimativas da Saev Ambiental, calculam que cada votuporanguense consuma, em média, 240 litros de água por dia, quando o ideal deveria ser de, no máximo, 180 litros por dia, por pessoa.

Para minimizar o impacto, a Saev Ambiental orienta que os moradores utilizem água das caixas d’água das residências e não diretamente da rua, já que esta é uma prática antiga, mas muito comum, e que impacta diretamente no alto consumo.

Recomendações da Saev Ambiental para uso consciente da água:

– Tome banhos mais curtos e, sempre que possível, feche o chuveiro;

– Ao escovar os dentes, lavar o rosto ou mãos, mantenha a torneira fechada;

– A descarga deve sempre ter sua válvula regulada;

– Reutilize a água que sai da máquina de lavar para fins não potáveis;

– Não utilize mangueira para lavar carros ou regar plantas;

– Utilize a vassoura para limpar calçadas.

Fonte: Prefeitura de Votuporanga

Sobre Gazeta

Além disso, verifique

Prefeitura convoca mais de 330 novos servidores de concursos públicos

Desde quando o Brasil começou a viver a pandemia de Covid-19, a Lei Complementar Federal …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezesseis + um =