Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

terça-feira , 17 março 2020
Home / Destaque / Campanha em prol da doação de medula óssea movimenta a Cidade Universitária

Powered by free wordpress themes

Campanha em prol da doação de medula óssea movimenta a Cidade Universitária

O Núcleo de Responsabilidade Social da UNIFEV, juntamente com o curso de Enfermagem, promoveu, na última segunda-feira (dia 29), a 1ª etapa da campanha para o cadastramento de possíveis doadores de medula óssea. A ação, realizada no Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil (NAF) da Cidade Universitária, movimentou alunos e a comunidade, obtendo 96 novos cadastrados.

A iniciativa é uma parceria entre o projeto Seja um Herói – Salve Vidas e o Hemocentro de Fernandópolis.

De acordo com o Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME), a probabilidade de encontrar um doador compatível é muito rara. Quando não existe nenhum familiar apto, as chances são, em média, de 1 em cada 100 mil pessoas.

Para a coordenadora do Núcleo de Responsabilidade Social da Instituição, Profa. Ma. Marinês Ralho, a participação dos envolvidos faz com que a campanha ganhe uma notoriedade ainda maior, a cada edição. ” Cada cadastro que conseguimos efetuar é uma grande vitória para nós e para aqueles que lutam pela vida diariamente. É importante que as pessoas busquem conhecer um pouco mais o tema, para que deixem o receio de lado e contribuam cada vez mais com a causa”, destacou.

O projeto Seja um Herói – Salve Vidas é uma iniciativa de Claudio José dos Santos Azevedo, pai de João Pedro Azevedo, que entre os anos 2009 e 2015, lutou contra a Leucemia. O menino João Pedro faleceu em 2015, com 8 anos de idade, mas seu pai continua coordenando a causa, que já conquistou mais de 13 mil cadastros, em diversas campanhas por toda a região.

2ª etapa

A 2ª etapa do mutirão de cadastros está prevista para o dia 13 de maio, no Campus Centro da Instituição.

Os voluntários deverão ter entre 18 e 54 anos, apresentar boa saúde (não ter doença infecciosa ou incapacitante) e estar munidos de documentos pessoais, como: RG, CPF e o cartão do SUS. Após o preenchimento da ficha de inscrição, uma amostra de sangue será coletada para posterior análise laboratorial.

Sobre Gazeta Votuporanga

Além disso, verifique

UNIFEV supera expectativa e apresenta crescimento de mais de 24% em ingressantes

Na contramão da crise, Instituição comemora resultados positivos neste início de ano e investe em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 3 =