Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

terça-feira , 17 março 2020
Home / Destaque / UNIFEV apoia campanha em prol da doação de medula óssea pelo 6º ano consecutivo

Powered by free wordpress themes

UNIFEV apoia campanha em prol da doação de medula óssea pelo 6º ano consecutivo

A UNIFEV apoiará, pelo 6º ano consecutivo, a campanha para cadastramento de possíveis doadores de medula óssea, em parceria com o projeto Seja um Herói – Salve Vidas e o Hemocentro de Fernandópolis.

Os interessados em se inscrever no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome) devem comparecer na Cidade Universitária, no dia 29 de abril, ou no Campus Centro, no dia 13 de maio, das 19h às 21h30. As atividades serão coordenadas pelo Núcleo de Responsabilidade Social da Instituição e pelo curso de Enfermagem.

O projeto Seja um Herói é uma iniciativa de Claudio José dos Santos Azevedo, pai de João Pedro Azevedo, que entre os anos de 2009 e 2015, lutou contra a Leucemia. João Pedro faleceu em 2015, com 8 anos de idade, mas seu pai continua coordenando a causa, que já conquistou cerca de 20 mil cadastros, em diversas campanhas por toda a região.

De acordo com Azevedo, é de suma importância a participação de toda a comunidade acadêmica e da população, pois a probabilidade de encontrar um doador compatível é muito rara. “Quando não existe nenhum familiar apto, as chances são, em média, de 1 em cada 100 mil pessoas. Nosso apelo é que todos procurem saber um pouco mais sobre o tema, com a finalidade de que deixem o receio de lado e contribuam com a causa”, completou.

Para a coordenadora do Núcleo de Responsabilidade Social da UNIFEV, Profa. Ma. Marinês Ralho, o projeto já se tornou tradicional na Instituição. “Sabemos do lindo trabalho feito por Claudio e sua equipe, por isso ficamos imensamente realizados em apoiar a campanha. Esperamos que o número de cadastros aumente cada vez mais”, afirmou.

 

COMO FAÇO PARA PARTICIPAR?

Os voluntários deverão ter idade entre 18 e 54 anos, apresentar boa saúde (não ter doença infecciosa ou incapacitante) e estar munidos de documentos pessoais, como RG, CPF e o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Após o preenchimento da ficha de inscrição, será feita a coleta de uma pequena amostra de sangue para a tipagem de HLA, exame de histocompatibilidade que identifica as características genéticas de cada indivíduo.

Os dados do doador são inseridos no cadastro do Redome e, sempre que surgir um novo paciente, a compatibilidade será verificada. Uma vez confirmada, o doador será consultado para decidir quanto à doação. O transplante de medula óssea é um procedimento seguro, realizado em ambiente cirúrgico, feito sob anestesia geral.

O voluntário pode ser chamado para efetuar a doação com até 60 anos de idade.

Para mais informações, acesse o site: http://redome.inca.gov.br/.

Sobre Gazeta Votuporanga

Além disso, verifique

UNIFEV supera expectativa e apresenta crescimento de mais de 24% em ingressantes

Na contramão da crise, Instituição comemora resultados positivos neste início de ano e investe em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =