Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

quarta-feira , 18 março 2020
Home / Destaque / ‘A derrota da Pátria’ – Coluna Boleiragem, com Léo Caporalini e a eliminação da Seleção

Powered by free wordpress themes

‘A derrota da Pátria’ – Coluna Boleiragem, com Léo Caporalini e a eliminação da Seleção

‘Não deu. Simples assim.
Não merecemos. Simples assim.
Era pra ser diferente. Simples assim.
Simples assim? Chega! Copa do Mundo não é simples assim. O brasileiro, como já havia falado o grande Nelson Rodrigues, é um “complexo de vira-latas”.
A Copa é um momento de quatro em quatro anos que nos enche de orgulho e faz com que relembremos que ainda somos os melhores. Não existe, e não vai existir, uma nação que ama tanto o futebol quanto a gente. Meninos e meninas nascem, crescem e morrem respirando o futebol.
Certa vez perguntei para um gringo a definição que ele tinha de Brasil, e ele me disse: “Samba, Carnaval e Futebol” – E eu perguntei: “Só isso?” – E a resposta foi: “E corrupção” – São esses quatro elementos que nos definem para o mundo. Acredito que ninguém samba todo dia, que o Carnaval é somente em fevereiro e que pelo menos a maioria, não comete delitos políticos a toda hora. Agora futebol? Isso nós respiramos. Faz parte do nosso corpo assim como o Pulmão, Cérebro e o coração. Esse esporte não é “Pão e Circo”, como alguns coxinhas, mortadelas, salames e outros petiscos de bar dizem. Esse esporte, é o nosso oxigênio.
Enviamos 23 dos nossos melhores guerreiros para disputar uma guerra muito maior que as consideradas “grandes guerras”. Nos conflitos disputados na Rússia, um gol podia dizimar populações de milhões de habitantes. Uma defesa, podia abastecer uma bacia amazônica com lágrimas. Uma derrota, podia simplesmente desistir de um futuro de uma nação.
200 milhões de vira-latas tentam encontrar motivos para entender o que houve. Encontrar culpados faz parte do nosso sangue, assim como o Samba, o Carnaval, e a corrupção disfarçada de “jeitinho brasileiro”.
Eu? Entrei em redes sociais de jogadores, os culpando imensamente por desonrar o país. Sou parte também desse complexo. Procurei e não encontrei culpados. Até tentei achar, fingi que achei e o culpei, mas não era ele. O gol contra a sua própria pátria não eliminou o Brasil. Os seus erros de passes, a sua copa sem gols, suas “zero” defesas difíceis, seu talento inegável de bola de ouro não aproveitado, seu esquema tático que não funcionou, nada disso nos tirou da Copa.
Sabe o nos eliminou? A arrogância, de achar que ainda somos os melhores. Repararam que nesse texto, tratei o Brasil como os únicos capazes de ganhar uma partida a hora que quiser? Se você sentiu um desconforto ao ler, ou pelo menos achou um exagero algumas palavras e frases que eu escrevi, saiba que isso ainda não aumenta o seu “pedigree”.
Somos os melhores em achar que somos os melhores. A confiança está em nosso sangue, assim como a arrogância, o samba, o carnaval, o futebol e o “jeitinho”…ah, o nosso “jeitinho”.
Não adianta também ficar com esse papinho de que a Bélgica foi melhor, porque eles não foram. Quem não foi, fomos nós. Se quiséssemos, seríamos campeões. Somos os melhores. Somos Brasil. Eles não tem história nenhuma em copas.
Nem eu consigo admitir! Não consigo entender! Não consigo explicar! Como lá atrás um certo cronista conseguiu explicar o que somos em apenas uma frase? Me expliquem!
Mais de mil dias vão se passar, e nada vai mudar. Um novo presidente não vai mudar a nossa concepção, seja ele um mito ou um 9 dedos. Isso já está enraizado conosco. Não sai mais.
Daqui a quatro anos escrevo outro texto, tentando explicar mais uma derrota ou uma nova vitória. Ainda somos os melhores, temos 5 copas!
Me desculpe Nelson, mas nós brasileiros às vezes nos culpamos e nos defendemos. Somos os vira-latas que precisam comer ração importada. Cachorros não podem comer chocolate, faz mal. Ainda mais, o belga.’

 

LEONARDO CAPORALINI – BOLEIRAGEM

Bem, a partir de agora aqui na Gazeta de Votuporanga, começa a coluna “Boleiragem”, que vai falar dos mais importantes assuntos do futebol no mundo, desde a nossa Votuporanguense até aos maiores clubes Europeus. (Minúsculos perto do CAV). Então, sob o comando de Leonardo Caporalini (no caso eu, o Léo) começa o Boleiragem, a irreverente informação do futebol pelo mundo.

 

APOIO – CAPORALINI MODAS – RUA CEARÁ 3467, VOTUPORANGA – (17) 99118-9914

Sobre Gazeta Votuporanga

Além disso, verifique

Fundo Social divulga Feirinha de Adoção Permanente pelo site da Prefeitura

Todos os dias, diversos animais são abandonados nas ruas, e buscando encontrar um lar para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × dois =