Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

domingo , 22 março 2020
Home / Esporte / ‘Até onde pode chegar o São Paulo?’ – Coluna Boleiragem, com Leonardo Caporalini

Powered by free wordpress themes

‘Até onde pode chegar o São Paulo?’ – Coluna Boleiragem, com Leonardo Caporalini

Incrivelmente, o São Paulo começa o Campeonato Brasileiro de forma espetacular. Ocupou a liderança, único invicto, e com um bom padrão de jogo adotado pelo técnico uruguaio Diego Aguirre. Mesmo após levar um gol do Botafogo na partida dessa última quarta, o Tricolor não desistiu e foi pra cima. Dominou dos minutos iniciais até os minutos finais, e obrigou o goleiro Jefferson (na minha opinião, mesmo com a partida de ontem, está abaixo do Gatito), a fazer ótimas defesas. Outro bom fator que vem ajudando o São Paulo nas últimas partidas, é o bom rendimento de jogadores contestados. Diego Souza, depois um início ruim, vem marcando os seus gols, e se fixando como titular absoluto do time. Nenê também vem muito bem, sendo o melhor jogador do São Paulo nos últimos jogos.
E quem diria…O São Paulo não sente a falta do meia peruano Cueva, aliás joga até melhor sem ele, provando que sim, não se precisa de um pseudo-craque para se estabelecer um bom jogo.
Diego Aguirre também vai se consolidando no Tricolor. Sua tática “uruguaia”, transformando o São Paulo em um time aguerrido (ou aguirrido, rsrs) vem dando certo, e vai deixando um ponto de interrogação na cabeça dos são-paulinos que questionam sua permanência.
Enfim, apesar desse ótimo momento no Morumbi, ainda não se pode cravar até onde pode chegar o São Paulo. Apenas podemos dizer que esse início de Brasileirão, nem o mais otimista torcedor são-paulino esperava.

A instabilidade define o ano palmeirense

Apesar de discordar, Roger Machado está com a corda bamba. O treinador Alviverde vive um momento de “montanha-russa”. Mais uma vez, o Palmeiras jogou de formar despretenciosa e sem vontade, e quando se joga assim contra um dos melhores times do Brasil, o Cruzeiro, não podia acontecer outra coisa.
O Argumento que os “defensores de Roger” usam (assim como eu) é que ele teve a melhor campanha na libertadores e que o Palmeiras é o melhor visitante do Brasil. São ótimas conquistas do técnico, mas realmente (me dói até descordar) não é o bastante.
É impossível aceitar passar vergonha contra o Corinthians, com quatro jogos disputados no ano e apenas uma vitória (e uma derrota dolorosa na final do Paulista). É impossível aceitar o semi-morto Lucas Lima, entre os titulares do time. É impossível aceitar que o Hyoran não tenha tantas oportunidades como merece. É impossível aceitar que Dudu não “esquente o banco”. É impossível aceitar…é impossível aceitar que no mercado brasileiro, não haja um técnico tão bom quanto o senhor. O que nos resta a fazer? Aguardar e esperar o trabalho melhorar. Cristóvão Borges, Luxemburgo e Oswaldo de Oliveira estão no mercado.

 

LEONARDO CAPORALINI – BOLEIRAGEM

Bem, a partir de agora aqui na Gazeta de Votuporanga, começa a coluna “Boleiragem”, que vai falar dos mais importantes assuntos do futebol no mundo, desde a nossa Votuporanguense até aos maiores clubes Europeus. (Minúsculos perto do CAV). Então, sob o comando de Leonardo Caporalini (no caso eu, o Léo) começa o Boleiragem, a irreverente informação do futebol pelo mundo

 

 

 

 

 

APOIO – CAPORALINI MODAS – Rua Ceará 3467, Votuporanga – (17) 99118-9914

Sobre Gazeta Votuporanga

Além disso, verifique

Adversário do CAV na estreia da A2, Juventus vence o São Paulo em jogo-treino

Na manhã desta quarta-feira (15/01), o Juventus, adversário do CAV na estreia da Série A2, …

Um comentário

  1. Odair Antonio Caporalini

    Ótimos comentários Léo ⚽️👏🏼👏🏼 Espero p/o próximo fds uma boa vitória do verdão 💚

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + quinze =