Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

domingo , 22 março 2020
Home / Esporte / Coluna Boleiragem – Quer ser Hexa? Se depender desses laterais, apenas sonhando

Powered by free wordpress themes

Coluna Boleiragem – Quer ser Hexa? Se depender desses laterais, apenas sonhando

Danilo, Fagner e Rafinha. Essas são as opções do técnico Tite após a lesão de Daniel Alves, para a lateral-direita da Seleção Brasileira na Copa. Parece piada, mas não é. Destes três citados acima, apenas Fagner é titular absoluto do seu time. Rafinha e Danilo brigam por posição no Bayern e Manchester City, respectivamente. Em toda a história da seleção, é praticamente impossível apontar um cenário semelhante a esse, em que jogadores que não sãos peças imprescindíveis em seus times, são cotados como titulares da Amarelinha. Mas calma, essa situação não é nenhum caso de Xenofobia por parte dos técnicos europeus, mas sim que os descritos anteriormente são fracos.
Começando pelo lateral que já rejeitou a Seleção Brasileira em uma outra ocasião, Rafinha. Suas partidas não condizem com uma eventual convocação. Junto com Ulreich, foi um dos responsáveis diretos pela eliminação bávara da Champions League, depois de um passe errado no meio de campo, possibilitando o contra-ataque merengue e gol de Asensio. Não sou de julgar por partida ruim, e sim por partidas ruins no plural, e o atual momento do Rafinha, com certeza me dá esse respaldo.
Na terra da Rainha, o novo “Cafu” (ouvi isso de torcedores depois da transferência do mesmo pra o Real Madrid), Danilo. O jogador do Manchester City teve uma ótima passagem pelo Porto, enchendo os olhos dos mais positivistas. Essa mania de julgar jogadores por uma boa passagem é comum no futebol, e não culpo quem acreditou que ele seria um craque, faz parte. A passagem dele pelo Real Madrid foi motivo de risadas na capital espanhola, sendo comparado até com Vanderlei Luxemburgo (um dos piores técnicos da história dos “Blancos”), mas é claro que só compararam eles por ambos serem brasileiros (assim espero). Pelo menos por enquanto, não vem comprometendo na Inglaterra, e dos males que eu vou citar, é o “menos pior” em questão de talento, não de regularidade.
Um dos poucos jogadores que provavelmente serão convocados que atuam no Brasil, Fagner, é o mais regular de todos que mencionei. É considerado (e realmente é) o melhor lateral-direito que atua nos gramados brasileiros. Sua capacidade de defender bem, e atacar com boa intensidade são alguns dos seus bons destaques. Mas só tem um problema, isso basta? Não. Infelizmente, muitos se iludem com um jogador que apenas não erra. O correto para uma seleção pentacampeã do mundo é um lateral que decida e influencie no placar da partida de maneira positiva, algo que o Fagner não demonstra.
Agora vamos lá, se você que chegou até aqui acha que eu só falei “abobrinhas”, e que algum dos prováveis convocados são melhores que Dani Alves, vou te propor um exercício: Cite 5 laterais-direitos no mundo melhores que o Daniel.
Não tem né? Acredito que você pensou em no máximo três. E sabe por que? Porque no futebol atual estamos carentes de laterais pela parte direita do campo. No outro lado, pela esquerda, podemos citar inúmeros ótimos jogadores como Marcelo, Alaba, Filipe Luís e Alex Sandro (desses, três brasileiros). Então, o que dá pra dizer é que o Daniel não é um craque, mas é fundamental, porque além de ser melhor em todos os quesitos em comparação à Danilo, Fagner e Rafinha, é a única opção indiscutível dos discutíveis.
Lembro também que Daniel Alves é o jogador com mais títulos em todos os tempos (38), o que mostra que durante sua carreira sempre jogou em clubes que disputam conquistas, e em praticamente todos, era um dos mais fundamentais no esquema dos técnicos.
A Seleção Brasileira, campeã cinco vezes da Copa do mundo, oito vezes campeã da Copa América, quatro vezes campeã da Copa das Confederações e atual campeã olímpica, não permite jogadores de baixo calão do futebol mundial, principalmente quando ainda não foram testados, como é o caso. A Copa de 2018 é uma mancha nessa posição, em que brilharam Carlos Alberto Torres, Nelinho, Cafu, Djalma Santos e tantos outros.
Uma solução para o Tite? Talvez improvisar. Alex Sandro e Filipe Luís, laterais esquerdos de ofício, podem ser usados pelo lado direito. Ou talvez, mas pouco provável e recomendado, mudar o esquema, jogando em um 3-5-2, com o Marcelo jogando no meio.
Bem Adenor, sua situação é bem complicada, mas se o senhor conseguiu “ressuscitar” jogadores como o Paulinho, acho que consegue transformar esse pequeno problema como uma história para ser contada para as futuras gerações.

BOLEIRAGEM | 12/05/2018

 

LEONARDO CAPORALINI 

“Sou apresentador, produtor e comentarista esportivo da TV Unifev, na qual conduzo os programas “Parada Técnica” e “Nostalgiando”, além de participar do programa “Meio de Campo” e ser um dos responsáveis pelo esporte na Rádio Unifev e no TVU Jornal. Sou colunista do jornal Gazeta de Votuporanga e aluno de comunicação social na Unifev de Votuporanga”.

BOLEIRAGEM

Bem, a partir de agora aqui na Gazeta de Votuporanga, começa a coluna “Boleiragem”, que vai falar dos mais importantes assuntos do futebol no mundo, desde a nossa Votuporanguense até aos maiores clubes Europeus. (Minúsculos perto do CAV). Então, sob o comando de Leonardo Caporalini (no caso eu, o Léo) começa o Boleiragem, a irreverente informação do futebol pelo mundo.

Editar

Sobre Gazeta Votuporanga

Além disso, verifique

Adversário do CAV na estreia da A2, Juventus vence o São Paulo em jogo-treino

Na manhã desta quarta-feira (15/01), o Juventus, adversário do CAV na estreia da Série A2, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − catorze =