Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

sábado , 21 março 2020
Home / Política / “Se pode na Expo, na quermesse, por que não no food truck?” questiona Chandelly sobre veto

Powered by free wordpress themes

“Se pode na Expo, na quermesse, por que não no food truck?” questiona Chandelly sobre veto

Votuporanga – O veto do prefeito João Dado ao projeto aprovado pela Câmara para que os food trucks comercializem bebidas alcoólicas é o assunto central tratado na trigésima quinta sessão ordinária do Legislativo Municipal, na noite desta segunda-feira (2). Em seu discurso, Leonardo Chandelly afirmou que a questão é um “grãozinho de areia” se comparar com festas grandes, que também comercializam bebidas e geram problemas graves.

O parlamentar afirmou que todos os vereadores são contra o consumo de álcool. “Sabemos da destruição que causa, mas o food truck é uma forma de gerar emprego. O meu posicionamento ao food truck é favorável, pensando na geração de emprego. Eu acredito que o food truck é um grãozinho de arroz perto de problemas maiores. Se pode na quermesse, na Expo Fisav, onde uma das entidades integrantes é a Associação Antialcoólica, porque não pode no food truck?”

O vereador prosseguiu. “Se for proibir no food truck, tem que combater a bebida nessas festas tradicionais. O álcool é uma droga. Nós precisamos repensar. Está na hora de nos unirmos, independente de religião, para combater bebida alcoólica nessas festas”.

Sobre Gazeta Votuporanga

Além disso, verifique

“É uma vergonha o que estão fazendo com o IAMSPE”, dispara vereador Meidão

Da Assessoria Durante a 26ª sessão ordinária realizada nesta quarta-feira, de cinzas, os vereadores estiveram …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − um =