Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

quinta-feira , 19 março 2020
Home / Últimas Notícias / Perícia vai apontar o que provocou incêndio em casa que matou criança de nove anos

Powered by free wordpress themes

Perícia vai apontar o que provocou incêndio em casa que matou criança de nove anos

Guaraci – A perícia e a polícia devem apontar as causas do incêndio que terminou na morte de uma criança de 9 anos em Guaraci (SP), nesta terça-feira (25). A menina, portadora de deficiência física e mental, morreu carbonizada. Ela estava em casa com a mãe e outra irmã, mas o fogo muito forte impediu o resgate.

O incêndio teria começado na sala onde estava Manuela Ribeiro Santana, de 9 anos. A mãe estava nos fundos da casa e a outra filha, de 14 anos, dormia no quarto. Segundo os bombeiros, o fogo se alastrou rapidamente e tomou conta do madeiramento do telhado.

A casa ficou praticamente destruída e até o carro da família, que estava na garagem, também teve a frente danificada. Até a chegada dos bombeiros, um caminhão de uma usina de açúcar e álcool ajudou a conter as chamas.

“Os bombeiros chegaram do meio para o final da ocorrência, a casa ainda estava em chamas, o trabalho então foi encontrar mais corpos ou pessoas para serem socorridas e, posterior, o combate ao incêndio”, afirma o tenente Frank Fernando Andrade, do Corpo de Bombeiros.

 Como o incêndio foi na parte da frente da casa, a mãe e a outra filha não tinham como sair. Foi preciso a ajuda de vizinhos que quebraram a parede para que as duas pudessem ser resgatadas.

“O que deu para fazer a gente fez, quebramos a parede e tirei as duas. A mãe estava bem queimada, triste demais, muito triste. Ela falava que a menina estava na sala, mas já tinha gente dentro da casa e não dava para chegar ao cômodo”, afirma o motorista Adalberto da Silva, vizinho e que ajudou no resgate.

A mãe, Luciana Aparecida Ribeiro Santana, de 45 anos, que tentou salvar a filha teve queimaduras pelo corpo e foi encaminhada levada para hospital na região. Ela teve queimaduras graves, mas a família não autorizou o hospital a informar o estado de saúde dela. A outra filha foi socorrida sem ferimentos.

Por enquanto ainda não se sabe o que teria provocado o incêndio. “A senhora socorrida estava abalada e dava informações desencontradas, a gente não consegue afirmar o que ocasionou o incêndio”, diz o tenente dos bombeiros.

O corpo de Manuela Ribeiro Santana está no velório de Guaraci e o enterro vai ser nesta quarta-feira (26), mas o horário ainda não foi definido. (G1)

Sobre Gazeta Votuporanga

Além disso, verifique

Projeto de Meidão quer proibir inaugurações de obras incompletas pelo Poder Público

Mehde Meidão Slaiman Kanso, presidente do Legislativo Municipal, é autor do projeto de lei número …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 17 =