Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

sexta-feira , 20 março 2020
Home / Destaque / Na Câmara, Matheus Rodero praticamente descarta retorno de Carnavotu em 2017

Powered by free wordpress themes

Na Câmara, Matheus Rodero praticamente descarta retorno de Carnavotu em 2017

Votuporanga – O ex-vereador, conselheiro da Santa Casa e empresário votuporanguense Matheus Rodero foi convidado para fazer uso da palavra durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores desta segunda-feira (12). Ele comentou vários assuntos, entre eles da Feijoada Beneficente, a Feijuca, que será realizada em breve na cidade em prol da Santa Casa, Oba!, Carnavotu e o relacionamento com o Fisav.

Matheus começou sua fala lembrando a boa repercussão da visita recente da cantora Cláudia Leitte à Santa Casa de Votuporanga. “Foi muito importante a visita, com apoio de toda a diretoria, ela foi bem recebida e se propôs a fazer uma parceria com o hospital para um show na cidade, claro que beneficente. A Santa Casa não tem condição de pagar o cachê, mas seria ótimo se a renda fosse revertida ao hospital”, comentou.

Falou também sobre o Oba! Festival que em 2017 completou a edição de número 11. “Foi o ano de maior sucesso. Votuporanga já é conhecida como a cidade da micareta do Carnaval. Os foliões também cobram melhor qualidade da organização, o que faz o evento crescer. No meio desse caminho tivemos um probleminha com as cervejarias, e no final, a empresa de bebidas que o Oba! queria ter ficado, não deu certo. A Itaipava, que ainda temos alguns anos de contrato, teve que permanecer. Isso fez com que tivéssemos uma nova situação do Carnaval. Tentamos um reajuste com a cervejaria devido ao aumento dos custos. Gastamos R$2,8 milhões com shows em 2016 e em 2017, foi para R$4 milhões. Aumentamos o investimento com artistas e tivemos resultado com isso”.

Entretanto, Rodero afirmou que no próximo mês, por conta dessa situação da cervejaria, será definido pelos sócios se o Oba! 2018 continuará, ou não, em Votuporanga.

Fisav

Rodero também apresentou dados da empresa que é sócio, a “Guichê Web”, que desponta como uma das melhores do Brasil no ramo de atividade e fez uma conexão sobre isso com a parceria com o Fisav (Fundo das Instituições Sociais Associadas de Votuporanga). “No ano passado, o grupo que sou sócio participou do Votu Rodeo Music e passamos um percentual para o Fisav. No fim, tivemos R$580 mil de prejuízo, dividido em vários sócios. Isso desanimou de fazer a festa desse ano, juntamente com o Fisav, e nosso relacionamento também não andou muito bem. No final, nos entendemos e teremos na festa em 2017 o Rancho do Patrão, enquanto o Fisav organizará o rodeio e os shows”.

Apesar disso, Rodero revelou que estranhou a empresa que é sócio não ter sido consultada pelo Fisav. “Ficamos chateados com a situação do Fisav em nem chamar a Guichê Web, que é de Votuporanga, para participar da cotação de valores para vender os ingressos do Fisav Rodeio Show”, afirmou.

Carnavotu

Matheus Rodero também foi sabatinado por vários vereadores. Mehde Meidão aproveitou e questionou se o Carnavotu, que por muitos anos se consolidou como um dos melhores carnavais fora de época do Brasil, retornará em 2017. O ex-vereador respondeu que dificilmente a cidade terá a festa ainda nesse ano. “Existe a possibilidade. Precisamos resolver a situação das cervejarias antes, mas para 2017 vai ficar em cima da hora” comentou.

Sobre Gazeta Votuporanga

Além disso, verifique

Fundo Social divulga Feirinha de Adoção Permanente pelo site da Prefeitura

Todos os dias, diversos animais são abandonados nas ruas, e buscando encontrar um lar para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + 11 =