Powered by free wordpress themes

Powered by share market tutorial

segunda-feira , 23 março 2020
Home / Polícia / Juiz libera uso de gravações em julgamento da morte de jovem Luis Cláudio; júri será dia 2

Powered by free wordpress themes

Juiz libera uso de gravações em julgamento da morte de jovem Luis Cláudio; júri será dia 2

Fernandópolis – O julgamento dos acusados de matar o jovem votuporanguense Luís Cláudio Assis Pereira será no dia 2 de março , às 9h30 em Fernandópolis.

A Justiça daquela cidade organiza os trabalhos e autorizou os pedidos de uso de imagens e gravações durante o julgamento.

Os réus são acusados de participar na morte de um jovem de Votuporanga e DA , depois de uma briga generalizada.

A preparação do processo para julgamento em plenário já foi todo saneado pelo Juízo da 2ª Vara Criminal de Fernandópolis.Para o juiz Vinicius Castrequini Bufullin, não há irregularidades ou nulidades a serem saneadas.

“A produção de prova oral, em plenário, requerida pelos réus e pelo Ministério Público fica desde já deferida, de modo que deve ser incluída na pauta. A Defesa do réu Danilo Castro Junior requereu, ainda, a disponibilização de todas as gravações audiovisuais constantes dos autos no dia do julgamento, bem como do aparato instrumental para sua reprodução, o que também fica deferido, oficiando-se à Diretora de Administração Geral do Fórum para providenciar a instalação dos equipamentos”.

A acusação

Caio Gastardello Ruiz e Danilo Catro Junior foram denunciados com base no artigo . 121, § 2º, II e IV, c.c. o art. 14, II, todos do Código Penal, porque no dia 27/02/2016, por volta das 02h50m, defronte ao Buteko Santo Antônio, na avenida dos Arnaldos, nº 994, centro, em Fernandópolis, o réu Danilo, agindo por motivo fútil e empregando meio que dificultou a defesa da vítima, matou Luís Cláudio Assis Pereira, ao lhe desferir golpes com uma faca na região mamária à direita e na região infraxilar direita de seu tórax. O réu Caio, por sua vez, agindo com o memo motivo fútil e empregando meio que dificultou a defesa da vítima, tentou matar Edson Pereira de Oliveira, desferindo-lhe golpe com faca/canivete, na região torácica direita, provocando-lhe lesões corporais leves, só não consumando o intento homicida por circunstâncias alheias à sua vontade. Segundo a denúncia, as vítimas e os réus estavam no referido estabelecimento, em grupos distintos, um dos integrantes do grupo de Fernandópolis esbarrou na vítima Luis Cláudio, iniciaram discussão e agressões mútuas. Danilo e Caio pularam a grade na direção da calçada, ocorreu mais um entrevero, com o arremesso de cadeiras e garrafas de cerveja; Danilo desferiu golpes de faca em Luis Cláudio, causando-lhe a morte; Danilo e Caio passaram a agredir Edson com socos e chutes, causando a queda de Edson ao chão, quando Caio desferiu um golpe com arma branca em Edson, causando-lhe lesão corporal; o motivo foi fútil por ser praticado em razão de contenda no interior do estabelecimento. Para o magistrado foi dificultada a defesa da vítima, pois Luis Cláudio foi agredido de surpresa, enquanto estava debruçado sobre terceiro, e Edson quando estava caído ao chão .A denúncia foi recebida no dia 25 de maio de 2016 .

Sobre Gazeta Votuporanga

Além disso, verifique

Força Tática da PM detém dupla com tijolo de maconha na avenida Pansani

Policiais militares de Votuporanga prenderam dois traficantes – um de 16 e outro de 18 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − quatro =